Blog

Equipamento BhioPTA

11/07/2019 por ·

Equipamento BhioPTA

O médico coloproctologista Gustavo Becker Pereira, diretor técnico do CMI Colorretal, em busca do desenvolvimento e melhorias da coloproctologia e com foco em constante aprimoramento e pesquisa, desenvolveu –  em parceria com a empresa Bhio Supply – um produto que vem contribuir para a realização de cirurgias minimamente invasivas da região retal.  O BhioPTA possui diversas vantagens e vem contribuir com os avanços das técnicas minimamente invasivas. Saiba mais nessa entrevista exclusiva com o Dr. Gustavo Becker Pereira.

  1. Em conjunto com a Bhio Supply, o senhor acaba de lançar no mercado o equipamento BhioPTA, que inclusive leva seu sobrenome na patente. Sabemos que o senhor contribuiu de forma bastante importante com o desenvolvimento deste produto inovador. O que é exatamente o BhioPTA?

Gustavo Becker Pereira – A tecnologia tem ajudado muito a melhorar a qualidade do tratamento cirúrgico nos últimos anos. Dentro deste cenário desenvolvemos esta plataforma de cirurgia endoscópica transanal que permite o cirurgião realizar procedimentos menos invasivos através do ânus, onde muitas vezes é possível evitar uma cirurgia maior por via abdominal e também evitar um estoma (colosotomia/ileostomia).

  1. O senhor tem vasta experiência como cirurgião nesta especialidade médica. O que o levou a propor e encampar o desenvolvimento do BhioPTA?

Gustavo Becker Pereira – A nossa formação de cirurgião colorretal avança em direção a um melhor resultado cirúrgico com menos agressão ao paciente. Buscamos melhorar tecnicamente através da troca de experiência com diversos cirurgiões nacionais e internacionais referências da área, mas  também precisamos estar presentes na busca de melhores condições estruturais e de materiais para podermos ter melhor performance.

  1. Por que o BhioPTA é considerado semidescartável? Há elementos fixos?

Gustavo Becker Pereira – Este dispositivo foi elaborado com importante atenção às características anatômicas dos pacientes e às necessidades que o cirurgião tem para realizar um procedimento com melhor desempenho. Além destes importantes conceitos também nos preocupamos em desenvolver um material viável financeiramente, para que possa estar disponível nos principais centros de referência. Por este motivo o material apresenta uma parte fixa que é possível reprocessar diminuindo os custos e outra descartável mais delicada que melhora o desempenho.

  1. Quais cirurgias mais indicadas para o uso do BhioPTA? Ele é compatível com instrumentais diversos?

Gustavo Becker Pereira – As doenças do reto são passíveis de tratamento por este dispositivo, sendo as lesões precursoras e o câncer de reto as principais afecções tratadas pelo BhioPTA.

  1. Quais os pontos do BhioPTA o senhor classifica como vantajosos para o paciente e para a execução da intervenção com mais eficácia e segurança?

 Gustavo Becker Pereira – Este portal foi desenvolvido para tratar principalmente os tumores de reto distal. Na sua concepção foi fundamental associar os avanços da tecnologia com as características das doenças e dos pacientes. A cirurgia endoscópica transanal pode possibilitar um tratamento preciso e menos invasivo, com melhor recuperação, internação hospitalar mais curta, menos dor, retorno as atividades ocupacionais mais precoce, menores complicações e por vezes evitando a necessidade de um estoma (colostomia/ileostomia).

  1. Como clínicas, hospitais e/ou profissionais devem proceder para obter informações mais detalhadas/demonstrações com foco na aquisição do produto?

Gustavo Becker Pereira – Participamos da elaboração, aperfeiçoamento do produto e estamos ajudando a programar os treinamentos e as ações de formação continuada. As informações sobre a aquisição do produto podem ser adquiridas junto com a empresa Bhio Supply.